FutureStarr

era vargas resumo completo

era vargas resumo completo

era vargas resumo completo

É hora da verdade! Aquele filme que eu e você amamos está chegando em breve: o famoso teste de gênero de plastilina da Era Vargas.

Era

[...] nessa época, os Presidentes das Repúblicas Argentina, Paraguai, Bolívia, Venezuela e México eram generais [...] assim era o ambiente sul americano, mas nós tínhamos um Presidente civil que era Getúlio [...] os militares, como em todo o continente tinham uma grande importância e uma das razões da época era a única instituição organizada, cujos quadros interessavam-se pelo destino da nação [...] pensavam em Brasil pátria, em resolver os problemas sociais [...] como o Exército espalha-se pelo país todo, tinha e tem um grande sentimento de patriotismo, de nação unida e íntegra, [...] que naturalmente se refletia nos seus quadros dava-lhes uma grande importância. Eles queriam resolver os problemas brasileiros que os políticos se locupletavam e não tentavam realmente resolver [...] com esta posição os militares naturalmente assumiam uma característica muito importante como Instituição [...]. Com a Constituição de 10 de novembro de 1937, explicada ao povo com uma linguagem corriqueira, traduzida em miúdos nas partes mais importantes [...] os militares sentiram-se na obrigação de apoiar o Presidente da República que adotou uma idéia muito comum, não só no Brasil como em vários países do mundo, de um Estado forte. Aí, no caso brasileiro nós dissemos Exército forte entra no Estado forte [...] para poder sustentá-lo. Porque o Estado não poderia ser forte se sua principal força de sustentação fosse fraca ou contra o governo [...], Mas a partir daí, posteriormente, começou um estado policial violento com prisões, tortura, órgãos como a antiga polícia especial, [...] que era o terror de todo mundo; a violência se instituiu, o que não tinha mais nada a ver com as Forças Armadas, Exército e Marinha [...] (General Jonas de Moraes Corrêa Neto).

[...] o material bélico produzido pelo militar alemão era feito com larga experiência na fabricação de canhões e refinado acabamento técnico, [...] era aprimorado para vencer uma guerra para a qual se prepararam. O material norte-americano era para ser feito em produção massificada, com a intenção de sair depressa, permitindo que o seu treinamento fosse bem feito no tempo de paz. Logo que começou a guerra, foi feita uma produção americana fantástica, [...] na base de concepção bem prática e objetiva deles, [...] servia para todo o material americano [...] inclusive a gasolina; [...] não se consertava, nem se aproveitava, jogava-se fora e substituía-se, assim foi [...]. A precisão e o acabamento do material alemão era uma coisa extraordinária, fizeram manobras na Escola Militar, em Resende, na Academia Militar das Agulhas Negras, onde por acidente um canhão alemão [...] caiu no rio Paraíba do Sul, numa hora em que o rio ficou agitado, [...] usando um transporte de Engenharia, o canhão escorregou e caiu dentro d'água, alguns anos depois esse canhão foi retirado e recuperado no nosso Arsenal de Guerra, sendo entregue novamente para ser reutilizado pelo Exército. Depois de alguns anos, a não ser que víssemos o número, não saberíamos pela precisão dos tiros, qual a peça que teria ficado alguns anos dentro do rio, [...] se tivesse sido material americano, estaria perdido [...] (General Jonas de Moraes Corrêa Neto). (Source: www.scielo.br)

 

 

Related Articles